TV

Diretas Já, série inédita de Paulo Markun, estreia na TV Cultura

Em seis episódios, a atração vai ao ar a partir deste sábado (14/1), às 22h30

Diretas Já

Com direção e apresentação do jornalista Paulo Markun, estreia na TV Cultura neste sábado (14/1), às 22h30, a série inédita Diretas Já. Em seis episódios de 52 minutos, a produção compõe um amplo painel da luta pela democracia no Brasil, desde o golpe de 1964 até a posse de José Sarney, em 1985, antes de rememorar e contextualizar um dos momentos mais importantes da história recente.

A partir de 143 depoimentos exclusivos de personalidades, lideranças e cidadãos e de uma vasta coleção de imagens atuais e de época, Markun revisita a mobilização dos brasileiros que saíram às ruas de Norte a Sul do Brasil, em busca da democracia, e desvenda os bastidores da cena política daquele momento e dos anos de chumbo que a antecederam. “A série remete ao golpe de 1964, passa pelo movimento estudantil, pela Frente Ampla, anticandidatura, resistência do MDB, AI-5, anistia, greves operárias, fim da censura, eleições diretas para governador e desemboca no engajamento da sociedade civil em torno da emenda Dante de Oliveira e da derrota no parlamento, que levaria à eleição indireta de Tancredo Neves, à posse de José Sarney e aos dias de hoje, afinal”, explica o jornalista.

Paulo Markun, que participou ativamente da campanha das Diretas Já, como jornalista e militante, iniciou o projeto em 1987: “Naquela época, a primeira eleição direta para presidente da República já estava marcada. Na Unicamp, coordenei o curso “Brasil: Memória Política”, um conjunto de eventos em que sete protagonistas percorreram parte da história política recente – Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho (o capitão Sergio Macaco do caso Para-Sar), Fernando Gabeira, Luiz Inácio Lula da Silva, Mario Covas, Leonel Brizola, Almino Affonso e Fernando Henrique Cardoso. Em 2014, retomei o projeto, que resultou num site e em dois livros agraciados com o prêmio Jabuti e agora na série de documentários que, numa TV pública e aberta como a Cultura, torna ainda mais democrático o acesso a esse importante acervo. Para isso, tive o apoio do Instituto de Cultura Democrática, da Uninove e da produtora Imagemix, da jornalista Teresa Cristina Miranda, que também viveu aquela onda democrática”.

Ao revisitar esses eventos, a obra audiovisual em questão propõe uma ponte entre os fatos que compuseram este cenário e os seus reflexos na sociedade brasileira atual. O jornalista ainda afirma: “Tanto tempo depois, o painel é parte da história. Não conheço outro tão abrangente. Certamente vai resultar em interpretações e conclusões nada unânimes nos tempos ásperos que vivemos. Mas continuo achando que conhecer o passado é importante. Talvez não haja muitas lições a tirar dessa história toda. Se há, cabe aos espectadores essa missão”.

A série Diretas Já foi realizada com recursos da Ancine e apoio da Cine Brasil TV, e licenciada para a TV Cultura. Os 143 depoimentos exclusivos foram captados entre 2014 e 2017. A produção foi finalizada em 2018, mas entraves burocráticos retardaram sua exibição.

Siga A Pista em todas as redes sociais (FacebookTwitter e Instagram) e não perca nenhuma das nossas matérias sobre cinema, literatura, música e sociedade!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: